Caso a Câmara libere Daniel Silveira, PGR quer tornozeleira e recolhimento domiciliar

A Câmara dos Deputados está definindo nesta quinta-feira (18) a situação do deputado federal Daniel Silveira, que se encontra preso por determinação do ministro Alexandre de Moraes.

Mesmo que seja solto pela Câmara, o vice-procurador geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, pede que o deputado Daniel Silveira seja obrigado a cumprir uma série de medidas restritivas de liberdade.

Para a PGR, o deputado bolsonarista deve ser obrigado a cumprir distanciamento das instalações do Supremo Tribunal Federal:

“(...) considerada a sua periculosidade, sinalizada por meio de ameaça dirigida aos ministros do Supremo em vídeo gravado por ele próprio e divulgado nas respectivas redes sociais, no qual disse estar disposto a matar, morrer, ser preso”.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários