Agricultor, alvo de busca e apreensão de Moraes, comparece espontaneamente na PF e é cercado por centenas de amigos

Antonio Galvan compareceu, espontaneamente, na sede da Polícia Federal em Sinop (MT), onde ele mora, nesta segunda-feira (23). Ele foi um dos alvos de mandados de busca e apreensão, na sexta (20), por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

Centenas de vizinhos, colegas de trabalho e comerciantes do ramo também foram à PF e prestaram solidariedade ao produtor rural.

Além de Galvan, o cantor sertanejo, Sérgio Reis, de 81 anos, e o deputado federal Otoni de Paula, também receberam a visita de federais em casa. Eles são organizadores de uma grande manifestação dos caminhoneiros nos três dias que antecedem o feriado de 7 de setembro no Brasil.

- Não vai ser meia dúzia que vai nos intimidar de defender o nosso país e a nossa liberdade, de todos os brasileiros. A gente está lutando por um país melhor. Fomos envolvidos numa situação na qual a gente não deve - explicou Galvan na porta da PF.

No dia em que a Polícia Federal esteve em sua casa para cumprir o mandado, o empresário gravou o vídeo da ação e disse:

- A Polícia Federal esteve na minha casa, em Sinop, e os policiais foram muito gentis. Nada encontraram. Nada levaram - afirmou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários