VÍDEO: Pacheco descarta impeachment de Moraes e diz que sua decisão é “um marco” para restabelecimento da democracia

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), após a sessão plenária desta quarta-feira (25), negou pedido de impeachment do presidente da República, Jair Bolsonaro, contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. Ele alegou que é importante “preservar a separação entre os Poderes”.

Pacheco justificou que a Advocacia-Geral do Senado apontou uma suposta falta de "justa causa" no pedido de impeachment apresentado pelo presidente Jair Bolsonaro e disse que é preciso “superar divergências”, mas não por esse “meio”.

- Como presidente do Senado, determinei a rejeição da denúncia e o arquivamento do processo de impeachment. Esse é o aspecto jurídico sustentado pela presidência, afirmado e reafirmado aqui pela presidência do Senado. Mas há também um aspecto importante que é o da preservação de algo fundamental do estado de direito à democracia, que é a separação dos poderes - declarou.
- Quero crer que essa decisão possa constituir um marco de restabelecimento das relações entre os poderes, da pacificação e da união nacional que tanto reclamamos, que tanto pedimos. O que é fundamental para o bem-estar da população, para o progresso e ordem do país - finalizou.

Assista:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários