Herança de Paulinho, do Roupa Nova, gera briga judicial entre filhos e companheira

Desde a morte de Paulo César dos Santos, o Paulinho, vocalista do grupo Roupa Nova, sua herança vem sendo motivo de disputa judicial

Paulinho morreu em dezembro de 2020, vítima de complicações da covid-19.

Dois dias após sua morte, seus filhos, Twigg de Souza Santos e Pedro Paulo Castor dos Santos (conhecido como Pepê), deram entrada no inventário do cantor, sem incluir a então companheira dele, Elaine Soares Bastos.

Ao saber que tinha sido deixada de fora do inventário, Elaine, que era companheira de Paulinho desde 2006, deu entrada no pedido de união estável, para ser incluída.

Em março, a juíza Rose Marie Pimentel Martins além de incluir a companheira de Paulinho na meação dos bens, ainda a declarou como inventariante.

Tanto Elaine quanto os filhos do cantor resolveram não falar mais com a imprensa, após surgirem boatos de possíveis testemunhas de uma agressão da companheira a Paulinho, assim como de que ela teria um suposto namorado.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários