Justiça Militar vai julgar denúncia do MP contra coronel da PM que assediou e ameaçou de morte uma ex-soldado

O Tribunal de Justiça Militar de São Paulo aceitou a denúncia do Ministério Público contra o coronel Cássio Novaes, que é acusado de assediar sexualmente e ameaça de morte uma ex-soldado sob sua supervisão. Jéssica Paulo do Nascimento, de 29 anos, pediu exoneração após o caso divulgar o caso na imprensa e às autoridades. Ela disse que vinha sendo perseguida por colegas de trabalho que apoiavam Novaes.

Jéssica disse que, desde o dia em que conheceu o coronel Novaes, sua vida foi um inferno. Ele assediava a moça e, com as negativas, ele a prejudicava no trabalho, onde havia transferências para lugares mais longes e horários noturnos e sem arma.

A ex-soldado denunciou a situação para a Corregedoria da Polícia Militar, em abril deste ano.

O promotor Alejandro Martins Vargas Gomez denunciou o coronel por crime de assédio sexual e ameaças. Os dois cometidos por diversas vezes. O juiz militar da 3ª Auditoria da Polícia Militar sorteará os quatro oficiais coronéis da ativa que formarão o Conselho e julgarão o caso. Testemunhas e partes também serão ouvidas.

Se for condenado, Cássio Novaes poderá ser expulso da corporação e preso.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários