Jovem que matou mãe e filha é defendido por ser bonito

O jovem de 22 anos de idade, Cameron Herrin, foi condenado a 24 anos de prisão este ano, após ter confessado atropelar uma mãe e a filha dela, de um ano, em Bayshore Bulevard, no ano de 2018.

O atropelamento ocorreu no dia 23 de maio, quando Cameron e um amigo apostavam corrida de rua. Segundo autoridades o jovem estava a mais de 160km/h. O amigo conseguiu desviar o carro para fora da rua, mas Cameron acabou acertando Jéssica e a filha Líllia.

A família do rapaz esperava que Herrin pegasse pena máxima de 30 anos. Mas, inesperadamente, a bela aparência do jovem sensibilizou e comoveu diversos internautas nos veículos midiáticos. Um “Edit”, um compilado de curtos vídeos, na plataforma Tik Tok enaltecia a beleza do garoto e teve 23 milhões de visualizações. Consequentemente, diversos fãs clubes e pessoas do mundo inteiro começaram a fazer coro para que Cameron tivesse uma pena mais branda.

Mesma sorte não teve John Barrineau, 21. Ele não é tão bonito como o amigo, então, os internautas não deram muita importância quando ele foi sentenciado a seis anos de prisão. Ninguém clamou por isso.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários