Sabatina de Mendonça só deve ocorrer depois do dia 7 de setembro

A sabatina do Advogado-Geral da União (AGU), André Mendonça, indicado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, para a vaga aberta no Supremo Tribunal Federal (STF) com a aposentadoria do decano Marco Aurélio Mello; só deve ocorrer mesmo depois do feriado de 7 de setembro. O pastor evangélico já é o indicado que mais espera a sabatina na história do Supremo. Antes dele, os outros integrantes da Corte resolveram todos os trâmites em até 7 dias.

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ), Davi Alcolumbre (DEM-AP), estaria prorrogando a pauta na casa, porque aguarda os desdobramentos das manifestações alusivas à Independência do Brasil. Grupos de apoio ao presidente Bolsonaro convocam um imenso protesto para a Semana da Pátria. O chefe do Planalto estar em dois atos: em Brasília e em São Paulo.

Desde que Bolsonaro apresentou pedido de impeachment contra o ministro do Supremo, Alexandre de Moraes, por conduta incompatível com o cargo, perseguição a aliados do governo, abertura de inquérito irregular e sem o consentimento do Ministério Público; Alcolumbre segura a sabatina de Mendonça como forma de retaliação. O presidente da CCJ considerou a atitude “lamentável” e uma afronta ao Judiciário.

- Vamos aguardar o que acontecerá na próxima semana para saber se o presidente recua ou se vai insistir na estratégia de esticar a corda – disse

Sobre as manifestações de 7 de setembro, o presidente, por outro lado, falou:

- Nunca outra oportunidade para o povo brasileiro foi tão importante ou será importante quanto esse nosso próximo 7 de Setembro”, comemorou.

E completou:

- Vamos mudar os destinos do Brasil e tenho certeza, dentro das quatro linhas da Constituição. Não será levantando uma espada para cima e proclamando algumas palavras. No passado, foi assim. Hoje pela complexidade do que está em jogo em nossa nação, será um pouco diferente – finalizou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários