"Majestade" é presa enquanto passava férias em Gramado

Após oito meses de monitoramento, Valeska Pereira Monteiro, a “Majestade”, de 27 anos, foi presa na quinta-feira (26), em Gramado, Rio Grande do Sul, onde passava as férias. A mulher é acusada de integrar um grupo responsável pelo tráfico de drogas no Ceará.

“Majestade” responde por roubo, associação criminosa, crime contra a fé pública e tráfico de drogas. Em 2014, ela já tinha sido presa apontada como a líder de uma quadrilha que praticava roubos em Fortaleza, capital do Ceará.

Mesmo residindo em outro Estado, ela continuava comandando o tráfico cearense e era responsável pela contabilidade do crime e distribuição de territórios aos “comerciantes”.

- A Valeska vem sendo monitorada pela Poícia Civil há algum tempo e nós identificamos que ela era o braço financeiro desse grupo. Ela fazia toda a contabilidade, fazia o levantamento financeiro desse grupo criminoso que é baseado o Rio de Janeiro, mas também tem os seus tentáculos no Estado do Ceará - explicou.
- Identificamos que ela continuava com o seu poder de organização, de deliberação e de decisão. E uma dessas decisões é exatamente essa de distribuição dos territórios para que integrantes do grupo pudessem estabelecer seus comércios de drogas -
- A prisão dela é relevante porque traz um grande recado: enquanto a gente tem indivíduos disputando territórios, mercado e o tráfico de drogas violentamente, há esses indivíduos de alta hierarquia e que têm poder de comando, que usufruem desses recursos financeiros angariados com atividade criminosa - esclareceu.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários