Senador reúne assinaturas para criar nova CPI da Covid que investigue governadores e prefeitos

O senador Eduardo Girão, do Podemos-CE, planeja criar uma nova Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19. Mas, desta vez, para investigar o uso de verbas públicas federais encaminhadas a Estados e municípios para o combate da pandemia do coronavírus no Brasil.

Girão conseguiu a assinatura de 30 senadores, até a noite desta quarta-feira (1), e ultrapassou o mínimo, que era de 27 signatários. O pedido deve ser protocolado após o feriado de 7 de Setembro e deverá ser avaliado pelo presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

Polícia Federal completa mais de 100 operações contra fraudes relacionadas às ações de enfrentamento à pandemia. As cifras ultrapassam 3,2 bilhões de reais, segundo o senador. E, entre os desvios conhecidos, está a compra de 300 respiradores, no valor de R$ 48,7 milhões, feita pelo Consórcio Nordeste, grupo que reúne nove governadores da região. O equipamento nunca foi entregue e o dinheiro sumiu.

A cúpula da CPI da Covid, formada por senadores de oposição ao Governo Bolsonaro, não demonstra interesse em investigar o desvio de recursos públicos nos Estados e municípios.

Mas, Girão rebateu:

- Esse é o grito dos excluídos da CPI da Pandemia - ironizou.

Desde abril de 2020, foram cumpridos 158 mandados de prisão temporária, 17 de prisão preventiva e 1.536 de busca e apreensão, em 205 cidades, de 26 Estados.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários