Lira desmente Confederação sobre perdas em arrecadação: “Nota do Ministério é clara”

Alegando prejuízo na arrecadação no valor de R$ 9 bilhões, a Confederação Nacional de Municípios vai solicitar ao Senado Federal, de Rodrigo Pacheco (DEM-MG), alterações no projeto de Reforma do Imposto de Renda.

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) e o Ministro da Economia, Paulo Guedes, desmentem a informação.

A Confederação afirma que a Câmara não cumpriu com o acordo de garantir manutenção da arrecadação e diz que o fundo de participação dos municípios vai perder R$ 5,6 bi e as prefeituras R$ 3,7 bilhões.

Lira foi para as redes sociais e negou a perda na arrecadação.

- Quem sabe fazer contas da arrecadação desmente as versões de alguns que alegam supostos prejuízos para Estados e municípios nas mudanças no Imposto de Renda, aprovadas pela Câmara. A nota do Ministério da Economia é clara - finalizou.

E acrescentou:

- A verdade é que a Câmara segue comprometida com as reformas, sempre com equilíbrio, responsabilidade e ouvindo a todos. Nosso trabalho não para, não temos tempo para a inércia seletiva - disparou.

O Ministério da Economia explicou que o aumento estrutural de R$ 58,5 bilhões na arrecadação será mais que suficiente para compensar a redução de receitas e, por isso, a reforma será neutra.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários