Receita Federal aponta que Lula sonegou R$ 1,2 milhão em impostos

A Receita Federal acusa o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, sonegar R$ 1,2 milhão em impostos. De acordo com a ação, o petista cometeu os crimes de fraude e conluio para a ocultação de rendimentos tributáveis na forma de bens, obtidos com as reformas pagas pela construtora OAS no apartamento tríplex no Guarujá e no sítio de Atibaia.

A Receita afirma que, “de maneira cristalina”, Lula era o proprietário de fato do apartamento no litoral paulista.

- O fiscalizado omitiu rendimentos tributáveis na forma de bens e direitos oriundos de reformas pagas pela OAS no apartamento tríplex e no sítio Atibaia, conforme exaustivamente detalhado neste relatório. O mesmo era proprietário do tríplex e, com relação ao sítio Atibaia, foi beneficiado pelas reformas feitas no mesmo, haja vista que era usuário contumaz do imóvel e tais reformas só foram feitas devido a esse fato - garante o órgão fiscalizador.

A Fazenda quer que o petista devolva o dinheiro e que seja instaurado ação penal contra ele.

Apesar da Justiça de Brasília ter “em mãos” 29 provas contra Lula referentes ao Sítio de Atibaia, anulou a condenação alegando que não haviam sido adicionadas outras provas ao processo.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários