Lula diz que aborto “é direito da mulher” e questão de “saúde pública”

Se depender do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) o aborto será liberado no Brasil. É que o petista afirmou, recentemente, que a questão é “um direito da mulher” e “saúde pública”.

- Não tenho vergonha de dizer que eu, Lula, pai de 5 filhos, sou contra o aborto. Mas, enquanto chefe de Estado, tenho que tratar o assunto como saúde pública. Eu acho que o aborto é um direito da mulher. Não preciso ser favorável, mas tenho que cuidar para que todos sejam tratados dignamente pela saúde pública - alegou.
- Você não tem que ter preferência (entre as religiões) enquanto chefe de Estado. É como o aborto - comparou.

O aborto só é permitido no Brasil, quando a gestação é resultado de abuso sexual ou põe em risco a saúde da mulher.

Os comentários foram divulgados no podcast “Mano a Mano”, do rapper Mano Brown, da quinta-feira (9).

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários