Cheia dos cabelos pela casa? Saiba o que afeta a queda capilar e como tratar

Quem tem queda de cabelo sabe muito bem disso. Eles estão por todo lugar: onde sentamos, por onde passamos, no banheiro, na cama, no travesseiro, pelo chão, nas pias e nas escovas nem se fala!

É uma rotina vivida por milhões de pessoas no mundo. Mas, é preciso ficar atento porque, antes, a ciência divulgava que era normal a queda de até 100 fios por dia. Mas, agora, os pesquisadores acreditam que, se o volume de perda chegar a uma centena, é preocupante!!!

A dermatologista Fabiane Mulinari Brenner, coordenadora do Departamento de Cabelos e Unhas da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), dá uma excelente dica para quem tem perda frequente dos fios. Se a pessoa não notar que outros cabelos, cresceram no lugar dos que caíram, é indício de enfermidades relacionadas ao couro cabeludo

- Se não ocorre uma reposição adequada, pode ser um sinal de doenças relacionadas ao couro cabeludo - ensina.

Entre as principais causas da queda dos cabelos, estão eflúvio telógeno, alopecia androgenética e alopecia areata.

Eflúvio telógeno

Diminui a densidade do cabelo e é causada por infecções, estresse, problemas na tireoide e deficiências nutricionais. O tratamento deve ser à base de reposição de nutrientes ou o manejo do estresse.

Alopecia androgenética

Também chamada, popularmente de calvície. É uma disfunção com origem hormonal e genética. Afeta quase 50% dos homens e 40% das mulheres acima de 50 anos. O tratamento deve ser administrado pelo dermatologista e será em via oral e de uso tópico no couro cabeludo.

Alopecia areata

Esta queda atinge 1% da população e está relacionada a doenças autoimunes. O tratamento é feito com remédios específicos aplicados, diretamente, no couro cabeludo e na cabeça.

Falta de nutrientes, químicas para cabelo e até a Covid-19 tem provocado a queda capilar. O tratamento por esses motivos é individualizado.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários