Oposição fecha o cerco e Câmara aprova volta da quarentena para juízes e militares

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (15), um retrocesso para a democracia brasileira. Por 273 votos a favor e 211 contra, os parlamentares concluíram que magistrados, militares da União, policiais civis e militares, membros do Ministério Público e guardas municipais terão de se afastar do cargo por, pelo menos, 4 anos antes de concorrer à eleição.

Essa aprovação está dentro do texto-base do novo Código Eleitoral, que segue agora para o Senado Federal votar. O projeto precisa ser votado até o dia 2 de outubro, um ano antes do próximo pleito.

A medida, no entanto, só passa a valer nas eleições de 2026. As categorias postas em quarentena ainda poderão concorrer em 2022 sem se afastar do cargo por anos.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários