Covid-19: Queiroga suspende vacina para adolescentes. SP e DF se negam a seguir orientação

O Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, confirmou, nesta quinta-feira (16), que o Governo Federal decidiu suspender a vacinação para adolescentes entre 12 e 17 anos. A pasta afirmou que só vai imunizar contra a Covid-19 nessa faixa etária quem tiver deficiências permanentes, comorbidades ou privados de liberdade.

Queiroga resolveu mudar a recomendação "por conta dos eventos adversos e porque o próprio Reino Unido retirou (...) A evidência científica não é sólida."

O ministro disse que os adolescentes, que já tiverem tomado a primeira dose, não devem completar o esquema vacinal, exceto se fizerem parte dos grupos prioritários. “Até que se tenha mais evidências para seguir adiante.”

Criterioso, o Ministro da Saúde também disse que os adolescentes com comorbidades, que receberam a primeira dose da vacina com imunizantes que não são da Pfizer, terão o esquema vacinal interrompido.

- Não vou autorizar intercambialidade de doses nessa faixa etária - avisou Queiroga.

Os governos estaduais do Distrito Federal e de São Paulo e a prefeitura de Goiânia se negaram a seguir a recomendação do Governo Federal e já anunciaram que a vacinação continua nos locais.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários