“O Brasil tem um presidente que acredita em Deus, respeita a Constituição, valoriza a família e deve lealdade ao seu povo”, diz Bolsonaro na ONU

O presidente Jair Bolsonaro fez o discurso de abertura da 76ª Assembleia-Geral da ONU, nesta terça-feira (21), em Nova York. Ele é o primeiro líder nacional a discursar no evento.

Bolsonaro, como havia prometido, fez um apanhado de questões econômicas, ambientais e sociais pelas quais passou o Brasil, desde que ele assumiu o poder, em janeiro de 2019. Ele também abordou temas das áreas de saúde, agronegócio, meio ambiente, ações do Governo Federal no combate à pandemia e corrupção.

- Estamos há dois anos e oito meses sem qualquer caso concreto de corrupção. O Brasil tem um presidente que acredita em Deus, respeita a Constituição, valoriza a família e deve lealdade ao seu povo -

O presidente destacou o êxito da campanha federal de vacinação brasileira e afirmou que o Governo já distribuiu mais de 260 milhões de doses de imunizantes no Brasil. Por isso, disse que não concorda com a exigência para o passaporte sanitário, cobrado por muitos governos estaduais do país.

- Apoiamos a vacinação, contudo o nosso governo tem se posicionado contrário ao passaporte sanitário ou a qualquer obrigação relacionada à vacina - esclareceu.

Bolsonaro também citou as manifestações de 7 de setembro em favor do seu governo e disse que “o Brasil vive novos tempos”.

- No último 7 de Setembro, data de nossa Independência, milhões de brasileiros, de forma pacífica e patriótica, foram às ruas, na maior manifestação de nossa história, mostrar que não abrem mão da democracia, das liberdades individuais e de apoio ao nosso governo - lembrou.
- Como demonstrado, o Brasil vive novos tempos. Na economia, temos um dos melhores desempenhos entre os emergentes - disse Bolsonaro, acrescentando que o auxílio emergencial, concedido pelo Governo Federal, atendeu “os mais humildes”.

Por fim, ele disse que seu governo pretende conceder visto humanitário para cristãos, mulheres, crianças e jovens afegãos.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários