Governo Federal retoma vacinação de adolescentes

O Ministério da Saúde decidiu retomar a vacinação de adolescentes saudáveis, entre 12 e 17 anos. A imunização dessa faixa etária havia sido suspensa, após a morte de Isabelli Borges Valentim, de 16 anos, em São Paulo, dias após ter sido vacinação contra o novo coronavírus.

Um estudo feito sobre as causas da morte confirmou que não houve relação entre a morte da menina e a vacina usada nela contra a Covid. Por isso, o Governo Federal resolveu retomar a vacinação.

O Ministro da Saúde havia recuado depois que o Reino Unido paralisou a vacinação de adolescentes saudáveis por receio da relação dos imunizantes e as mortes súbitas dessa faixa etária. O Comitê Conjunto de Vacinação e Imunização (JCVI) britânico concluiu que “a margem de benefício é considerada muito pequena" na imunização de jovens de 12 a 15 anos saudáveis.

A Organização Mundial de Saúde (OMS), por sua vez, defende a priorização dos grupos de adolescentes com comorbidades.

A vacina da Pfizer/BioNTech é a única autorizada pela Anvisa para uso em menores de idade. O imunizante utiliza tecnologia de RNA mensageiro, que cria anticorpos contra um vírus que ameaça a saúde humana. Mas, ao invés de inserir o vírus atenuado ou inativo no organismo de uma pessoa, esse novo imunizante ensina as células a sintetizarem uma proteína que estimula a resposta imunológica do corpo

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários