VÍDEO: Médico, que foi armado à pizzaria, já chamou a sogra de “cachorra” e ameaçou bater nela

O médico radiologista Thiago Zacariotto Lima Alves, de 41 anos, que já foi Secretário Municipal de Saúde em Santa Inês (MA), cidade onde o pai dele, José de Ribamar Costa, era prefeito, está sendo investigado por ameaçar o dono de uma pizzaria no Distrito Federal, após ir ao local reclamar da demora na entrega do pedido. Thiago havia informado o endereço errado para o atendimento do estabelecimento.

Depois que o caso viralizou nas redes sociais e foi parar na polícia, a delegacia onde a ocorrência contra o médico foi registrada identificou que o radiologista já era acusado de violência doméstica, em outubro de 2015; quando a sogra dele o impediu de morar na casa dela.

Em depoimento prestado à Delegacia Especial de Proteção à Mulher (Deam), a idosa com 67 anos de idade na época, contou que foi agredida pela filha e o namorado dela, Thiago. A mulher disse aos policiais que a jovem levou o namorado para residir permanentemente com elas sem que a mãe fosse consultada. Ao questionar o casal, a moça teria ficado irritada e começado as agressões, dando tapas e murros.

A idosa relatou às autoridades que o médico a ameaçou com “lutas marciais” e disse:

- Eu faço luta marcial. Vocês são um bando de imbecis (referindo-se à sogra e aos filhos dela). Eles são uns bandos de gays e cachorros! Aqui nessa casa não tem um cachorro só! Tem dois! A senhora é uma imbecil! Eu vou vir morar aqui! Vocês têm de construir uma casa aqui para mim! - disparou.

Thiago Zacariotto responde a processos de improbidade administrativa relacionados ao exercício da função. O Ministério Público do Maranhão apontou indícios de irregularidades ocorridos em 2013 e que teriam sido cometidas por ele e o pai. O documento indica que foram constatados problemas em processos licitatórios, no valor de R$ 18.441.418,90 e que não foram recolhidos mais de R$ 75 mil em Impostos Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN). Além de muitas despesas sem comprovantes.

O médico voltou a ser tema dos noticiários, depois de ir a uma pizzaria, no domingo (26), com uma arma na cintura ameaçar os funcionários do local. Thiago reclamava da demora na entrega do produto.

As câmeras de segurança do local gravaram o momento em que o médico saca a arma, coloca no balcão de atendimento, dás dá dois tapas ao lado do objeto e cobra explicações. Ele chega, inclusive, a apontar a pistola para um dos colaboradores do estabelecimento.

Ele não tem porte de arma de fogo e será intimado a depor ainda nesta semana.

Assista:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários