Boninho é acusado de humilhar ex-câmeras do "BBB"

A TV Globo está sendo processada por oito ex-câmeras do reality show "Big Brother Brasil", o BBB. Os profissionais terceirizados acusam Boninho de assédio moral. Eles afirmam que eram submetidos a tratamentos humilhantes nos bastidores da atração.

No processo que corre na Justiça, os homens narraram que Boninho costuma gritar e ofender pessoas da equipe. Um dos trechos da ação descreve um episódio em que Boninho chega "a agarrar um dos profissionais pelo casaco, pelo simples fato do mesmo ter pedido ajuda a um colega de trabalho para soltar a roda de sua câmera que ficou presa no cabo, o que o impedia de continuar circulando no trilho no qual as câmeras se movimentam dentro do Câmera Cross (corredor onde ficam localizadas todas as câmeras ocultas da casa)".

O poderoso chefão do BBB, conhecido entre os colaboradores e colegas de trabalho como “casca grossa”, até tentou dar uma amenizada no jeito após ser chamado atenção pela empresa. Mas, os denunciantes disseram que o bom comportamento durou pouco tempo.

Além dos maus-tratos e do assédio moral, o câmeras detalham “as péssimas condições de asseio e de trabalho, pois tinham que laborar nove horas seguidas, em um corredor estreito e escuro, sem qualquer condição de higiene" e que "constantemente se deparavam com ratos, morcegos, ouriços, gambás, aranhas, marimbondos e cobras".

Em sua defesa, a TV Globo negou todas as acusações e disse que não passam de “inverdades". Os advogados da emissora pediram a extinção do processo.

Os ex-funcionários da atração comprovaram, em vídeo, na Justiça, as denúncias que fizeram, mas a emissora disse que houve manipulações nas provas.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários