Sistema Cantareira entra em estado de alerta e opera com 29,9% da capacidade neste sábado (2)

O Sistema Cantareira, o maior produtor de água da Região Metropolitana de São Paulo, de acordo com informações da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), entrou em estado de restrição, neste sábado (2), e opera com 29,9% da capacidade. Este já é o menor volume útil de água nos últimos cinco anos.

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) informou que este é o menor volume registrado desde março de 2016, quando o reservatório contava com 30,3% da quantidade.

O Cantareira é o responsável por abastecer quase 46% da população que vive na Região Metropolitana da capital paulista. É composto por cinco reservatórios (Jaguari, Jacareí, Cachoeira, Atibainha e Paiva Castro), que estão conectados por túneis subterrâneos e canais e formam o Sistema Equivalente do Cantareira.

O volume de água do sistema já foi tão grande que foi palco de “desova” de carros e pessoas, como o caso da advogada Mércia Nakashima, morta em 2010 pelo namorado. Mas, quando a redução na captação é muito drástica, afeta diretamente o abastecimento de algumas regiões da cidade. Os moradores ficam sem água por horas, normalizando apenas às 05 da manhã, em muitos dos casos.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários