Após ser flagrado em Cassino, Gabigol terá que pagar R$ 110 mil

O atacante do Flamengo, Gabriel Barboza, o Gabigol, firmou um acordo com a Justiça de São Paulo na última segunda-feira (26), e irá pagar R$ 110 mil após ser flagrado em um cassino clandestino na zona sul de São Paulo, no dia 14 de março.

O atleta havia sido denunciado pelo Ministério Público por crime contra a saúde pública.

Com o acordo, o processo foi encerrado.

O dinheiro pago pela infração penal será repassado ao Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD).

Gabigol foi flagrado em um cassino clandestino na Vila Olímpia, onde durante o dia funcionava uma funilaria e estacionamento, durante uma operação de força-tarefa contra aglomerações durante a pandemia. Com ele, foram flagradas outras 200 pessoas, entre elas o funkeiro MC Gui.

Logo após o ocorrido, Gabigol se pronunciou sobre o ocorrido:

- Acho que faltou um pouquinho de sensibilidade, mas sempre usando máscara, sempre com álcool em gel. Realmente, quando eu percebi que tinha um pouquinho mais de gente, eu estava indo embora – explicou ele.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários