Candidatura de Moro “é pra valer”, avisam aliados de Bolsonaro

O jornal O Globo noticiou, nesta semana, que aliados do presidente Jair Bolsonaro informaram a ele que a candidatura do ex-Ministro da Justiça, Sérgio Moro, seria “pra valer” mesmo. Até o momento, o ex-juiz federal não se pronunciou sobre o tema.

- Um dos interlocutores de Bolsonaro emendou que o presidente não deveria se preocupar porque Moro tem a antipatia da esquerda e perdeu parte da direita ao deixar o governo atirando - teria dito um aliado.

As eleições presidenciais serão realizadas em outubro de 2022. Por enquanto, os mais prováveis para disputar a cadeira de chefe do Executivo são Jair Bolsonaro (atual mandatário), deputado federal Glauber Braga (PSOL), ex-Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, o governador do RS Eduardo Leite (PSDB), Ciro Gomes (PDT) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Moro saiu do Governo Bolsonaro, no início da pandemia da Covid-19 no Brasil e não poupou críticas ao presidente. Ele chegou a, inclusive, acusar o chefe do Planalto de tentar interferir na gestão da Polícia Federal e citou uma reunião dos ministros.

Ao serem reveladas as imagens da reunião, nada ficou comprovado contra Jair Bolsonaro. O presidente do Brasil, por sua vez, afirmou que Moro insistia em ser indicado a uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). Ao invés dele, Kássio Nunes e o ex-Advogado-Geral da União (AGU), o pastor evangélico André Mendonça, foram os escolhidos para integrar a Corte no Brasil.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários