Doria pode desistir de candidatura a presidente para unir ‘terceira via’: “Patriota acima de tudo”

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), admitiu, nesta segunda-feira (4), que aceitaria desistir da candidatura à Presidência da República, em 2022; para que pudesse, supostamente, unir a “terceira via”.

As prévias do PSDB estão quase sendo realizadas e, ao que tudo indica, Doria não seria o escolhido. No lugar dele, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, aparece como o favorito dos tucanos.

- Sim. Eu sou um patriota acima de tudo. Não estou na política por um projeto pessoal. Se ficarmos fracionados, não teremos uma terceira via. Teremos Lula ou Bolsonaro sucedendo a esse governo, o que seria um desastre. Se tivermos mais um governo populista, o Brasil não vai resistir - alega Doria, despistando a falta de apoio dentro do próprio partido.

Doria disse que renunciaria ao projeto de presidente em prol dos amigos, o ex-Ministro da Justiça, Sérgio Moro e ex-Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Mas, não tocou no nome do colega de sigla, Eduardo Leite.

Vish!

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários