Gratuito: Brasil Paralelo faz parceria para levar documentários a favelas de SP

A produtora Brasil Paralelo acaba de fechar parceria com o grupo G10 das Favelas para disponibilizar documentários e outros conteúdos gratuitos a 500 famílias moradoras de Paraisópolis, periferia da capital paulista.

São conteúdos de cunho informativo e educativo como filmes, animações e o “Escola da Família” que estarão acessíveis a todos os residentes do setor.

Mas, a produtora diz que a parceria só pôde ser realizada porque assinantes da empresa pagaram para que mais cidadão pudessem assistir às produções dos rapazes.

O presidente do G10 Favelas, Gilson Rodrigues, comemorou a adesão dos moradores e disse que comunidades carentes como a de Paraisópolis sofrem muito porque jovens e crianças não têm acesso a esportes, entretenimento e educação.

A Brasil Paralelo foi uma das empresas independentes de comunicação que sofreu bastante com a perseguição instituída pela CPI da Covid-19, cuja cúpula é composta por senadores de oposição ao Governo Bolsonaro. Em julho passado, o CEO da produtora, Henrique Viana, disse que não sabia por que estavam sendo acusados de Fake News.

- A única coisa que a gente fez foi um documentário (“7 Denúncias: as Consequências do Caso Covid-19”, de junho de 2020), que é mais de ciência política e social e não aborda nenhuma questão técnica da pandemia. Realmente, não sei. Acho que foi por desinformação e por ignorância - finalizou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários