URGENTE: Moraes ignora "grave risco" de morte e manda Roberto Jefferson de volta para prisão

Nesta quarta-feira (13), o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu que o ex-deputado e presidente do PTB, Roberto Jefferson, deve deixar o hospital e voltar para a cadeia.

Jefferson estava internado há 35 dias.

O ex-deputado tratou de uma infecção urinária e depois para um cateterismo.

Na decisão, Moraes determinou a manutenção da prisão preventiva de Jefferson por entender que a medida é "necessária e imprescindível" à garantia da ordem pública.

"Mantive a prisão preventiva de Roberto Jefferson Monteiro Francisco, reputando-a necessária e imprescindível à garantia da ordem pública e à instrução criminal", informou o ministro, no despacho.

Recentemente, a defesa de Roberto Jefferson impetrou um pedido de Habeas Corpus no STF informando que o ex-deputado corre "grave risco" de morte caso volte a prisão, pois seu estado de saúde é muito debilitado.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários