Mesmo com saúde frágil, Moraes determina que Roberto Jefferson volte à prisão

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, determinou, nesta quarta-feira (13), que o presidente do PTB e ex-deputado federal, Roberto Jefferson, volte para a prisão, assim que tiver alta do hospital.

Jefferson tem muitas doenças graves, entre elas, problemas no rim e sequelas do câncer no pâncreas. Em setembro, ele foi internado em um hospital da Barra da Tijuca para tratamento médico. Mas, Moraes parece estar incomodado com a demora na alta do ex-parlamentar e já determinou o encarceramento novamente do políticos.

- Diante do exposto, comprovada a efetiva alta hospitalar, DETERMINO o imediato retorno de ROBERTO JEFFERSON MONTEIRO FRANCISCO à unidade prisional em que se encontrava custodiado, devendo o Hospital Samaritano Barra enviar a documentação pertinente imediatamente a esta CORTE. O custodiado deverá ser escoltado pela Polícia Federal, com a devida retirada da tornozeleira eletrônica -

O PTB soltou uma nota em repúdio à postura do ministro, justificando que Roberto Jefferson já “cumpriu tempo suficiente de prisão, tratando-se de um processo sem fundamento e base legal; sem ser sequer ouvido até hoje e há o compreensível temor de que suas condições de saúde se agravem caso permaneça por mais tempo na penitenciária.”

Antes de ser preso, o ex-deputado era bem ativo nas redes sociais onde não poupava críticas aos integrantes do Supremo. Jefferson censura, principalmente, o ativismo político dos ministros da Corte. A maior parte deles foi indicada nos Governos do PT, a quem o presidente do PTB é um crítico voraz.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários