Cirurgião plástico, Cláudio Marsili, é morto com tiro na cabeça no Rio de janeiro

O cirurgião plástico, Cláudio Marsili, de 64 anos, morreu com um tiro na cabeça, nesta terça-feira (19), a menos de 500 metros da sede da Delegacia de Homicídios. Três bandidos abordaram a vítima e um deles efetuou o disparo.

O médico chegava na clínica onde era sócio, por volta das 06H:30 da manhã, e tinha acabado de estacionar o carro, uma Toyota Hilux.

Testemunhas contaram à polícia que os três criminosos mandaram ele sair do veículo. O médico acatou e, já do lado de fora do carro, levou um tiro na cabeça. Os bandidos fugiram levando o carro da vítima.

A Polícia Civil investiga o crime sob a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte) , mas não descarta outra linha de atuação. As imagens das câmeras de segurança do local devem ajudar a identificar os assassinos.

Em nota, o Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj) disse que "lamentava a morte do renomado colega Claudio Marsili, por um motivo tão cruel.”

- Ontem (18), nossa categoria profissional celebrou o Dia do Médico, com uma iluminação especial no Cristo Redentor por esta data e é muito triste receber esta notícia e saber que estamos tão expostos à insegurança e à violência em nossa cidade. Pedimos às autoridades que assegurem o nosso direito de ir e vir e que os responsáveis sejam devidamente punidos. O Cremerj se solidariza com familiares, amigos e colegas de trabalho neste momento de dor -

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários