CPI da Covid-19: Aziz e Renan não se falam mais

Com o fim dos trabalhos da Comissão parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, os senadores Omar Aziz (PSD-AM), presidente do colegiado, e Renan Calheiros (MDB-AL), relator da comissão, não conversam mais. Resolveram “cortar os laços” por discordar dos termos do relatório final que será apresentado pelo alagoano, nesta quarta-feira (20).

A birra de Aziz é que foram vazadas informações sobre o relatório para a imprensa, mas Aziz não concorda com os detalhes – principalmente, o que diz respeito aos indiciamentos. Além disso, o amazonense disse que Renan “rompeu” com pactos que havia feito à cúpula da CPI e, sequer, cumpriu com a palavra feita aos colegas parlamentares.

Aziz teria confessado a colegas que está “muito irritado” com o “vazamento” do relatório antes da discussão do G7.

– Só vou conversar quando ele (Renan) apresentar o parecer – disparou Aziz.

E completou:

– Não quero que ele fale: ‘ah, eu queria pedir o enforcamento do Bolsonaro, mas os colegas senadores não queriam’ – emendou Aziz, queixando-se das reclamações de Calheiros, que deseja indiciar, ao menos, 72 pessoas no final da CPI.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários