Prévias do PSDB, que decidem o escolhido do partido às eleições de 2022, têm “indiretas e alfinetadas” entre candidatos

As prévias dos tucanos para decidir quem será o candidato escolhido pela legenda para disputar as eleições presidenciais de 2022 foi bastante concorrida. Os três concorrentes: João Doria (Governador de São Paulo), Arthur Virgílio Neto (ex-prefeito de Manaus) e Eduardo Leite (Governador do Rio grande do Sul) trocaram farpas e críticas, principalmente, no que envolvia o apoio ao presidente Jair Bolsonaro e quanto a reformas em nível estadual.

Arthur Virgílio foi quem deu o pontapé inicial e parecia bem confiante no que afirmaria, em seguida. Lembrou até que Eduardo Leite declarou voto em Bolsonaro, no segundo turno de 2018. E disparou:

- (Leite) Deveria ter desprezado esse apoio ou deveria ter perdido como um verdadeiro tucano - disse Virgílio sobre Leite.

Virgílio, porém, “patinou” ao afirmar que votou em Henrique Meirelles (MDB) no primeiro turno de 2018 e em Fernando Haddad (PT) no segundo turno. Porém, ignorou a candidatura do colega de partido, Geraldo Alckmin, e Leite não perdoou o Amazonense.

- Eu, no primeiro turno, votei no Alckmin. Ninguém tem dúvida de que votei nele. Fiz campanha junto. Isso, sim, foi apoio, independentemente do que as pesquisas apontavam. Não vendo a alma para ganhar eleição a qualquer custo – debochou o governador do Rio Grande do Sul.

Leite também mandou uma “diretaça” a João Doria e disse o seguinte:

- Em 2018, está claro qual foi minha postura. Apoio é pedir voto. O meu adversário (Doria) juntou seu nome ao do Bolsonaro. Eu não fiz nada disso. Fiz minha declaração de voto à sociedade gaúcha deixando muito clara minhas diferenças em relação ao Bolsonaro - alegou Leite.

Por fim, Doria lançou dúvidas sobre o aplicativo que faz a contagem de votos dos tucanos. Ao que Leite, rechaçou, prontamente:

- Negar participação no debate e lançar suspeitas à forma de votação é coisa do ‘bolsonarismo’. Espero que não volte o ‘BolsoDoria’ finalizou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários