STJ afasta governador do Tocantins por obstrução de investigação

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Mauro Campbell, determinou o afastamento do governador de Tocantins, Mauro Carlesse (PSL), por obstruir investigação de um esquema de corrupção envolvendo a cúpula do próprio governo estadual. Além disso, o magistrado autorizou a realização de busca e apreensão contra o gestor.

Por isso, a Polícia Federal amanheceu esta quarta-feira (20) em endereços ligados a Carlesse. Mas, ainda não há mandado de prisão contra ele.

O STJ emitiu um comunicado à imprensa, explicando que há fortes indícios de corrupção e lavagem de dinheiro contra o governador.

- As investigações, iniciadas há quase dois anos, reuniram um vasto conjunto de elementos que demonstram um complexo aparelhamento da estrutura estatal voltado a permitir a continuidade de diversos esquemas criminosos comandados pelos principais investigados - disse a Corte.
- Os inquéritos, que tramitaram sob sigilo na Corte Especial do STJ, indicaram a presença de fortes indícios do pagamento de vantagens indevidas ligadas ao Plano de Saúde dos Servidores do Estado do Tocantins e a estrutura montada para a lavagem de ativos, bem como indicou a integralização dos recursos públicos desviados ao patrimônio dos investigados - completou.

A Justiça já determinou o bloqueio de R$ 40 milhões.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários