Flávio Bolsonaro representa contra Renan Calheiros na PGR por 20 crimes cometidos

O senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) representou na Procuradoria-Geral da República (PGR), nesta quinta-feira (21), contra o relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, Renan Calheiros (MDB-AL).

Entre os 20 crimes de que ele acusa Calheiros, está o de “stalkear” pessoas e profissionais, aprovado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, em abril deste ano.

- O representado (Renan) designou um grupo de pessoas com a incumbência de investigar -paralelamente aos atos da própria Comissão Parlamentar de Inquérito - a atuação profissional, social e pessoal do representante (Flávio) - aponta trecho da representação.

O senador também denuncia que Renan Calheiros atuou na CPI “ressentido”, promoveu “assédio”, “perseguiu” e agiu “ilicitamente” com motivação “vil” e de “vingança”.

Flávio Bolsonaro também ingressou com ação parecida no Conselho de Ética do Senado.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários