Roberto Jefferson é internado pela segunda vez e defesa afirma que ele sofre “grave risco de morte”

O presidente do PTB e ex-deputado federal, Roberto Jefferson, foi internado às pressas, neste domingo (24), no hospital do complexo penitenciário do Bangu 8, após sofrer com febre alta, ter taquicardia e baixa pressão.

O ex-deputado tem uma saúde bastante debilitada. Sofre de câncer e problemas nos rins e sequelas do tratamento oncológico que fez, além de muitas outras enfermidades. Mesmo assim, o ministro do Supremo, Alexandre de Moraes, determinou a prisão dele, em meados de agosto, alegando que ele participa de uma suposta organização criminosa que atua para desestabilizar a democracia e divulgar mentiras sobre os integrantes da Corte.

Ainda em setembro, Jefferson foi internado com um quadro de infecção urinária, dores na lombar e foi submetido também a um cateterismo para desobstrução de uma artéria. Após os procedimentos médicos, Moraes mandou o parlamentar para a cadeia novamente e negou a ele prisão domiciliar.

Segundo Moraes, a prisão foi mantida para a “garantia da ordem pública e o devido prosseguimento do processo".

A defesa de Jefferson fez pedido para que o ministro reconsidere a decisão e voltou a informar que a Secretaria de Administração Penitenciária afirmou que não tem como manter o tratamento médico do ex-parlamentar no local.

- É inequívoco a existência de grave risco de o requerente morrer, caso seja mantido no estabelecimento prisional, eis que a SEAP (Secretária de Adminitsração Penitenciária do Rio de Janeiro) já afirmou não possuir condições adequadas para manter a estabilização da sua saúde – argumentam os advogados.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários