Ministério da Justiça acata extradição de Allan dos Santos

Embora discorde da decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, o Ministro da Justiça, Anderson Torres, disse, no domingo (24), que vai cumprir a ordem judicial e pedir a extradição e prisão do jornalista investigativo Allan dos Santos, que é dono do Portal de Notícias “Terça Livre”.

Torres alegou que só vai cumprir a determinação porque se trata de uma ordem judicial.

Ele ainda disse que a Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol) tem resistido em colocar o nome do comunicador na lista vermelha dos mais procuradores; uma vez que não existe crime no código brasileiro que o jornalista tenha praticado; a não ser a de emitir opinião.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) também se manifestou contra a prisão de Allan dos Santos e a procuradora da República e comentarista política da CNN, Thamea Danelon, afirmou ao vivo na emissora que a determinação de Moraes era, totalmente, ilegal porque o comunicador não possui foro privilegiado para ser preso pelo Supremo nem tampouco foi informado os outros quatro possíveis integrante da organização criminosa que o integrante da Corte se refere.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários