Senador protocola requerimento para Supremo investigar falas de Bolsonaro sobre Covid e HIV

O senador de oposição, Alessandro Vieira (Cidadania-SE), protocolou requerimento para que o Supremo Tribunal Federal (STF) investigue as recentes falas do presidente Jair Bolsonaro, que comparou a vacina contra a Covid-19 ao desenvolvimento da Aids.

Vieira quer que as declarações do presidente sejam encaminhadas ao relator do inquérito das Fake News, Alexandre de Moraes.

- Para exame do potencial cometimento dos crimes, determinando a retirada do conteúdo do ar e adotando demais providências que entender pertinente - alega o senador.

E completou:

- Como cobrar do cidadão comum o indispensável cumprimento das determinações legais se o presidente não o faz? - questiona o parlamentar no requerimento.

O presidente Jair Bolsonaro mencionou em live, na quinta-feira (21), estudo do governo britânico afirmando que pessoas totalmente vacinadas estariam desenvolvendo a Aids mais rapidamente.

- Relatórios oficiais do Governo do Reino Unido sugerem que os totalmente vacinados (...) estão desenvolvendo a síndrome de imonudeficiência adquirida muito mais rápido do que o previsto - informou o chefe do Planalto.

A deputada federal Talíria Petrone (PSOL-RJ), líder do PSOL na Câmara dos Deputados, disse que o partido também entrará com notícia-crime contra Bolsonaro.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários