Americano usa quase US$ 58 mil do auxílio emergencial para comprar cartas Pokémon

O auxílio emergencial foi um recurso financeiro disponibilizado aos mais vulneráveis em todo o mundo. Cada país fez organizou e administrou essa verba conforme a necessidade dos mais carentes durante a pandemia da Covid-19; em que as pessoas ficaram impossibilitadas de sair até mesmo para trabalhar.

Os Estados Unidos, por exemplo, além do auxílio emergencial, ofereceram também empréstimos especiais para que as empresas não fechassem. O empresário Vinath Oudomsine, da cidade de Dublin, na Georgia, requisitou um desses créditos. Mas, os promotores federais descobriram que ele usou o dinheiro para comprar um card raro de Pokémon.

Ele recebeu o valor de US$ 85 mil, em agosto de 2020, na modalidade de crediário criada para auxiliar empresários durante a pandemia do coronavírus. Acontece que ele usou quase US$ 58 mil para comprar uma das cartas mais raras da primeira edição do Pokémon TCG do Charizard, avaliada em 57.789.

Um processo sobre fraude foi aberto contra o homem, alegando que ele roubou milhares de dólares do fundo emergencial instituído para auxiliar durante a pandemia os cidadãos. Vinath pode pegar até 20 anos de prisão e pagar uma multa de US$ 250 mil.

Essa não é e nem será a última vez que uma carta tão rara é vendida por valores absurdos, mas este caso surpreendeu a todos; porque o empresário usou o auxílio emergencial para fim tão supérfluo.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

(CRÉDITO: REPRODUÇÃO)
(CRÉDITO: REPRODUÇÃO)
Mostrar comentários