Técnico da seleção brasileira de vôlei exclui Maurício Souza do time: “Não tem espaço para profissionais homofóbicos”

O técnico da seleção brasileira de vôlei, Renan Dal Zotto, decidiu que o jogador Maurício Souza não terá mais chance de atuar no time. O treinador disse que está inviável a permanência do atleta no grupo, depois que Souza criticou o Super Man bissexual em suas redes sociais. O Minas Tênis Clube, onde ele era contratado, também já o dispensou.

- Por se tratar de um assunto extremamente relevante, procurei me informar sobre o caso no detalhe para me manifestar. E fiquei decepcionado. É inadmissível este tipo de conduta do Maurício e eu sou radicalmente contra qualquer tipo de preconceito, homofobia, racismo. Em se tratando de seleção brasileira, não tem espaço para profissionais homofóbicos. Acima de tudo, preciso ter um time e não posso ter este tipo de polêmica no grupo. Não me refiro apenas ao elenco dos atletas. É geral, para todos os profissionais - alegou
- Ele é um cara que deu uma contribuição muito grande em toda nossa história, mas não podemos ser permissivos em cima da coisa que a gente mais acredita: que é a formação da equipe. Hoje não teria clima para uma convocação. Faria mal para ele e para a equipe - afirmou.

Dal Zotto defendeu atletas homossexuais e disse que Douglas Souza - que tem o consentimento de ser ativo nas redes sociais, faz parte do time e é gay assumido - tornou-se referência para os homoafetivos.

- Ele se tornou uma grande referência para a comunidade LGBT e quer levantar esta bandeira. Eu acho legal e o apoio. O que posso dizer é que Douglas faz tudo de coração. Ele é exatamente como se mostra, espontâneo -

Embora Maurício Souza nunca tenha brigado com colegas do time durante os cinco anos em que defendeu o Brasil nos campeonatos internacionais, o futuro dele segue indefinido nas próximas convocações.

- Nunca houve nada nesse sentido (desentendimento entre jogadores). Eu não permitiria, inclusive. O que ocorreu foi o ‘boom’ do Douglas nas redes sociais. Ficamos muito felizes com o sucesso que ele alcançou. E, em momento algum, suas postagens atrapalharam o seu desempenho - disse, referindo-se aos “desfiles” que o jogador costuma compartilhar nas redes sociais durante os treinos.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários