Empresa brasileira vence o leilão de concessão das rodovias Dutra e Rio-Santos

O Grupo CCR (Companhia de Concessões Rodoviárias) venceu, nesta sexta-feira (29), o leilão de concessão de 625,8 quilômetros das rodovias BR-101, a chamada “Rio-Santos” e da BR-116, que é a Presidente Dutra. Os trechos se localizam nos Estados mais populosos do Brasil: São Paulo e Rio de Janeiro. O certame ocorreu na B3, a bolsa de valores de São Paulo.

Ganhava o leilão a empresa que concedesse o maior desconto nos valores dos pedágios a serem cobrados (limitado a 15,31%) e o maior valor de outorga fixa. A CCR apostou no valor máximo de desconto (de 15,31%) e outorga de R$ 1,77 bilhão e venceu a disputa.

A concessão conquistada será de 30 anos e prevê investimentos de R$ 14,83 bilhões, custos operacionais de R$ 10,9 bilhões e geração de 218,7 mil empregos.

Por ter vencido o leilão, a CCR agora deverá realizar a construção de 590,9 quilômetros de faixas adicionais; 25,2 km de faixas reversíveis; 46 km de barreiras antirruído; 144 km de vias marginais; 4 postos de descanso, 129 passarelas, a duplicação de 80,1 quilômetros na rodovia Rio-Santos, entre outras obras.

O Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, se emocionou com o final do leilão e disse:

- Eu fico imaginando o que vai ocorrer daqui a poucos anos com as obras dessa concessão, quantos empregos, quantos pais de família trabalhando, quanto desenvolvimento. O Brasil vai ser um grande canteiro de obras porque tem hoje o maior programa de infraestrutura do mundo - comemorou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários