Morre Nelson Freire, um dos maiores pianistas do Brasil

Nelson Freire, um dos maiores pianistas de sua geração, morreu, na madrugada desta segunda-feira (1), aos 77 anos de idade, em sua residência, no Rio de Janeiro. A causa da morte não foi divulgada.

Freire foi o único pianista brasileiro com mais de 200 CDs lançados pela Phillips, incluído na coletânea Great Pianists of the 20th Century. Devido ao talento e à boa e contínua relação com o instrumento, ganhou também interpretações premiadas de Chopin e Beethoven.

Nelson Freire nasceu em 1944, em Boa Esperança, Minas Gerais. Desde menino, demonstrou habilidade no piano e, ainda na infância, depois da família se mudar para o Rio de Janeiro, venceu com apenas 12 anos o Concurso Internacional do Rio de Janeiro. Depois disso, seu nome ficou “na boca do povo”, recebendo diversos elogios ao redor do mundo.

Aos 19, ficou em primeiro lugar no Concurso Internacional de Vianna de Motta e Lisboa. Após sua estreia com a Orquestra Filarmônica de New York, ainda jovem, com 24 anos, a revista “Time” o considerou “um dos maiores pianistas dessa ou de qualquer outra geração”.

Freire ficou conhecido, mundialmente, por suas belíssimas orquestras e por ser um dos principais intérpretes da obra de Beethoven e Chopin.

Em 2019, enquanto caminhava pela Barra da Tijuca, tropeçou nas pedras portuguesas, caiu e faturou o ombro. Teve que fazer cirurgia para substituir o osso do membro. O retorno aos palcos seria em 2020, mas a pandemia da Covid-19 chegou e foi adiado. Faleceu este ano em casa, de causas ainda não conhecidas.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários