Prefeito de SP diz que continuará demitindo servidores, mesmo Governo Federal proibindo

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes MDB), que havia demitido três servidores por não comprovarem que se vacinaram contra a Covid-19, disse, esta semana que a “onde de demissões” continuará atingindo aqueles que, segundo ele, colocam em risco a vida de outras pessoas.

Dia 1º de novembro, o Ministro do Trabalho, Onyx Lorenzoni, publicou portaria proibindo que empresas demitam funcionários por justa causa em virtude da falta de imunização contra o novo coronavírus. Mas, Ricardo Nunes afirmou que vai desobedecer a regra federal e continuará fazendo levantamento sobre quais servidores ainda não estão vacinados. Quem não apresentar uma justificativa médica para não estará sujeito à sanções previstas no estatuto do servidor municipal, entre elas a demissão.

- As pessoas que não apresentaram a sua vacinação ou justificativa médica foram exoneradas. Agora, a gente vai entrar numa 2ª etapa, que são as empresas diretas, autarquias, fundações - completou.

O Ministro do Trabalho defendeu a portaria do Governo Federal e disse que a União está tentanto, ao máximo, garantir o maior número de empregos possível.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários