Corte Internacional investiga Maduro por crimes contra a humanidade

Em visita à Venezuela, o procurador-chefe do Tribunal Penal Internacional de Haia, Karim Kahn, disse, nesta quarta-feira (3), que o ditador Nicolás Maduro está sendo investigado por crimes contra a humanidade.

Maduro é acusado de perseguir, reprimir e torturar todos aqueles que se manifestam contra o seu governo.

A visita in loco de Kahn faz parte da segunda fase de investigação e o procurador disse que ela é determinante para o Tribunal avaliar se denunciará ou não o ditador.

O Tribunal de Haia tem jurisdição sobre mais de 120 países, incluindo o Brasil. A Corte julga acusados de crimes contra a humanidade, crimes de guerra, genocídios e crimes ambientais de grandes proporções.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários