VÍDEO: “Quem sai atirando não tem maturidade para governar o Brasil”

O ex-ator global, ex-esquerdista assumido, ex-apoiador do presidente Jair Bolsonaro, Carlos Vereza, de 82 anos, foi ao Senado Federal, nesta quarta-feira (10), pedir apoio ao ex-ministro da Justiça e ex-juiz federal, Sérgio Moro, que se filiou ao Podemos no mesmo dia.

Embora tenha feito discurso de presidenciável na cerimônia de filiação, Moro não confirmou para que cargo pretende se candidatar nas eleições de 2022. Mesmo assim, teve a ajuda do veterano das telinhas para disputar a cadeira mais cobiçada do Brasil.

Em vídeo publicado em seu canal no You Tube, Vereza disse:

- Peço, ardentemente, que, a partir de 2022, tenhamos na presidência da República uma biografia como a do eterno juiz do povo: Sérgio Moro -

Os inscritos do canal não pouparam críticas ao idoso.

- O ex-juiz Sérgio Moro foi um grande TRAIDOR e um SABOTADOR do próprio governo em que participou. Sinceramente, se até as pedras sabem disso, como o senhor não sabe? - escreveu Marcelo Beserra.
- Só quero alertar sobre a Lei 13.979 que ele e Mandetta fizeram em fevereiro de 2.020. Durante seu ministério, não defendeu os trabalhadores que apanharam da polícia. Discordo que ele seja uma boa biografia - lembrou Lisandre Batiste.
- E quem sai atirando não tem maturidade para governar o Brasil - disse Eliza Machado.
- Estou cancelando a minha inscrição no teu canal - avisou Gilberto Souza.
- Moro é um JUDAS que garantiu, que acusou e nada provou - finalizou Edson MS Curitiba.

Assista:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários