Carvajal faz mais delações para Justiça espanhola e inclui Lula

O ex-chefe de Inteligência da Venezuela, Hugo Carvajal, conhecido como “El Pollo”, preso recentemente na Espanha, logo após a declaração de que a esquerda na América Latina era mantida pelo narcotráfico; chegando, inclusive, a citar o ex-presidente e ex-presidiário Luiz Inácio Lula da Silva (PT), vai ficar mais algumas semanas no país.

Enquanto não é extraditado para os Estados Unidos, “Pollo” resolveu dar mais declarações contando tudo o que sabe sobre o desenvolvimento da esquerda no mundo. Disse que na Espanha, por exemplo, o narcotráfico financiou o partido Podemos, entregando nomes e documentos sobre duas pessoas que eram responsáveis pelo envio do dinheiro.

Até a Itália pediu para a Justiça espanhola para interrogar Carvajal; já que ele também teria provas contra a legenda de esquerda italiana, “Movimento 5 Estrelas”.

Entre os nomes de lideranças sulamericanas que Carvajal detonou, estão Néstor Kirchner (Argentina), Evo Morales (Bolívia), Fernando Lugo (Paraguai), Ollanta Humala (Peru), Zelaya (Honduras), Gustavo Petro (Colômbia) e até Lula (Brasil).

Alugns acreditam que o petista estaria afastado das aparições em público aguardando as próximas delações do ex-amigo.

Assista:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários