Bolsonaro se reúne com empresários para aprovar a PEC dos Precatórios no Senado

O presidente Jair Bolsonaro prometeu a empresários dos setores de call center, infraestrutura de telecomunicações, software, transportes, indústria pesada e calçados, que participaram de uma reunião com ele, nesta quinta-feira (11), a desoneração de 17 seções da economia por mais dois anos. Mas, para que isso ocorra, o Governo Federal também precisa da mobilização deles no Senado para que a PEC dos Precatórios seja aprovada.

Bolsonaro pediu que os empresários cobrem seus senadores – muitos deles ligados a setores da economia – para que votem a favor da PEC. Pois, sem ela, diversos projetos da União ficarão no papel em 2022; já que a proposta daria um “suspiro” de alívio ao governo no valor de R$ 90 bilhões.

- Vamos falar com senadores que têm ligação com os 17 setores que serão beneficiados, que são os que mais empregam no país. Vamos acionar também prefeitos e deputados - afirmou o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal, Ricardo Santin.

Os empresários desabafaram para o presidente que sem a desoneração, será impossível controlar o desemprego e os preços no país. Bolsonaro estava com os ministros da Economia, Paulo Guedes, e Tereza Cristina, da Agricultura. Ele disse que entendia a reinvindicação e que já luta por menor carga tributária desde o início do seu governo.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários