Romário é o presidente do Senado até o dia 16

O senador e ex-jogador de futebol Romário (PL-RJ) assumiu, nesta quarta-feira (10), a presidência do Senado Federal. Ele ocupará o comando do Congresso Nacional até o dia 16 de novembro, durante as ausências do presidente Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e do vice-presidente Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB).

Romário já presidiu sessões solenes anteriormente. Mas, desta vez, embora tenha comentado sobre boas ações do Governo Bolsonaro recentemente, optou por colocar em pauta apenas assuntos de relevância menor; enquanto Pacheco está participando da COP-26.

Em seu primeiro discurso na cadeira mais importante do Senado, Romário falou sobre usa infância pobre e preconceitos raciais:

— Nada mais simbólico que, no mês da consciência negra, assuma a cadeira de presidente deste Parlamento um negro, um lutador, um cara que veio da favela, um brasileiro em sua melhor essência e em seu maior espelho — destacou o senador.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários