Oswaldo Eustáquio anuncia pré-candidatura ao Senado pelo PMN

O jornalista investigativo Oswaldo Eustáquio, que foi preso em dezembro de 2020 sob acusação de supostamente financiar atos com pautas contrárias ao Congresso Nacional e ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ficou paraplégico na prisão comandada pelo ministro Alexandre de Moraes, filiou-se, na quinta-feira (11), ao Partido da Mobilização Nacional (PMN) por onde deverá vir candidato a uma cadeira no Senado Federal pelo Estado de São Paulo.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o jornalista convida o ex-Ministro da Educação, Abraham Weintraub, para ingressar na legenda e se candidatar ao Palácio dos Bandeirantes em 2022.

- Como primeiro ato de filiado ao partido e pré-candidato ao Senado da República, quero fazer um convite público ao meu amigo, o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub: a casa é sua e você é bem-vindo para ser candidato ao governo de São Paulo -

Weintraub agradeceu o convite, desejou melhoras ao comunicador e comentou que a prisão determinada pelo STF foi um “absurdo”.

- Agradeço ao Oswaldo Eustáquio pelo apoio e confiança nesse momento. Aproveito para lhe desejar uma plena recuperação das sequelas de sua prisão. Foi um absurdo o que fizeram contigo -

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários