Sem provas contra Steve Bannon, Congresso americano libera o jornalista

O Congresso americano fez um grande alarde contra o jornalista investigativo Steve Bannon, de 67 anos. Os parlamentares o acusavam de, supostamente, incitar que apoiadores do ex-presidente Donald Trump invadissem o Capitólio em 6 de janeiro deste ano.

Ameaçaram tanto o comunicador que ele se entregou ao FBI, após desacatar as ordens do Congresso.

Na chegada à polícia americana, Bannon ainda falou aos seguidores de suas redes sociais:

- Quero que vocês fiquem focados. Isso é tudo barulho – disse, referindo-se à possibilidade de ser preso.

O veterano das comunicações, de fato, tinha razão: a oposição não tinha nada contra ele. Apenas teorias.

O estrategista político foi liberado, mas teve que entregar o passaporte e ainda deve se apresentar à polícia periodicamente.

Donald Trump comentou a perseguição ao amigo e disse:

- Esse país, talvez, nunca tenha feito com ninguém o que faz com Steve Bannon - disse, acrescentando que o Governo de Joe Biden é uma "bagunça radicalizada".

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários