Senado do Chile rejeita impeachment contra Sebastián Piñera

O Senado do Chile rejeitou, nesta terça-feira (16), um segundo processo de impeachment contra o presidente Sebastián Piñera. A oposição alegava que o mandatário havia participado da venda de uma mineradora nas Ilhas Virgens Britânicas, que pertence á família dele. Mas, o chefe do Executivo argumentava que já tinha deixado a administração dos negócios há muitos anos.

De 43 senadores, 14 votaram contra o pedido de impeachment. A oposição precisava de 29 votos a favor.

O mandato de Piñera acaba no ano que vem. Ele afirma que o contrato da venda da empresa já está no Congresso de seu país há algum tempo e nenhuma irregularidade foi encontrada.

O advogado conservador José Antonio Kast, de 55 anos, é o mais cotado para substituir Piñera na presidência; já que, nas últimas pesquisas realizadas, o nome dele disparou entre as intenções de voto.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários