Israel cria córnea sintética e cegos voltam a ter visão

O Estado de Israel já está fazendo transplante de córnea sintética, que foi desenvolvida pela empresa CorNeat Vision, que é do país. Um homem de 78 anos foi quem passou pela cirurgia e teve a visão restaurada, conseguindo reconhecer familiares e até ler um texto, 24 horas após o procedimento.

A Kpro se integra, facilmente, à parede ocular, estimulando a proliferação de células. A técnica utilizada é até mais simples do que o transplante de córnea humana e os médicos dizem que a cicatrização é muito melhor.

Já há dez novos voluntários, que estão esperando para realizar o mesmo procedimento em Israel, além de outros que estão no Canadá, na França, EUA e Holanda. Porém, o procedimento é recomendado apenas em casos de córneas deformadas, com cicatrizes ou opacificadas.

- O procedimento cirúrgico foi direto e o resultado superou todas as nossas expectativas. O momento em que tiramos as bandagens foi emocionante e significativo. Momentos como este são o cumprimento de nossa vocação de médicos. Temos orgulho de estar na vanguarda desse empolgante e um projeto significativo que sem dúvida impactará a vida de milhões – explicou o médico e professor Irit Bahar, chefe do Departamento de Oftalmologia do Rabin Medical Center Bahar, que realizou o procedimento.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários