“Enem era ativismo político e comportamental”, desabafa Bolsonaro

Às vésperas da prova do Enem 2021, agendada para os dias 21 e 28 de novembro, o presidente Jair Bolsonaro comentou sobre o conteúdo cobrado no Exame Nacional do Ensino Médio, nesta quarta-feira (17), e disse:

- Olha o padrão do Enem do Brasil, pelo amor de Deus. Aquilo mede algum conhecimento ou é ativismo político e comportamental? Não precisa disso - disparou.
- Você gostava do sistema do passado, você tem família, filhos? Pelo amor de Deus, que temas esquisitos no passado. Acaba com isso! - acrescentou.

Em 2018, o Exame chegou a cobrar em uma questão da prova o dialeto secreto utilizado por travestis. Na prova de linguísticas, foi questionado dos alunos o que seria o “pajubá” e causou muito estranheza a sentença; visto que quem não está inserido no grupo LGBTQIA+ não conhece a linguagem deles.

- Temas esquisitos - concluiu Bolsonaro.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários