VÍDEO: Astrid não “engole” derrota para Lacombe e chama jornalista de “negacionista"

A apresentadora de televisão, Astrid Fontenelle, de 60 anos, ainda não entendeu por que motivo perdeu o "Prêmio Comunique-se" de "Melhor apresentador (a)" para o jornalista conservador Ernesto Lacombe, de 55.

Ainda indignada com o resultado, ela não parava de esbravejar neste sábado (20). A comunicadora até fez uma live para demonstrar todo o seu repúdio ao saber que Lacombe havia levado o prêmio no lugar dela e da humorista Tatá Werneck.

- Não gostei de ter perdido pro Lacombe! Não gostei! Falei assim pro Gabriel: 'vou com a Tatá Werneck e um jornalista que você nem conhece' e ele falou: 'mãe, fica ruim ganhar da Tatá Werneck'. Perder pra Tatá Werneck não me incomodaria, porque ela tá fazendo um trabalho brilhante como apresentadora naquele programa de entrevistas dela. Eu adoro e piro. Certamente, se tivesse a idade dela, estaria fazendo coisa semelhante. Mas, porra, esse cara (Lacombe) é negacionista, gente, pelo amor de Deus! Vergonha! - disparou a artista.

Em mais de 36 anos de carreira, esta foi a primeira vez que ela chegou a ser finalista no “Oscar do Jornalismo brasileiro”.

- Pela primeira vez, em 36 anos de carreira, apareci na lista dos dez melhores apresentadores - admitiu.

O Prêmio Comunique-se é entregue desde 2003. A lista é formulada por jornalistas e a organização do evento afirma que o concurso contempla os principais comunicadores do país e é o meio para se chegar a objetivos maiores como "estimular a boa comunicação, inspirar futurasgerações de comunicadores e divulgar a importância do bom jornalismo para o máximo possível de pessoas."

Assista:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários